SEGUIDORES DO MURAL

sábado, 21 de abril de 2012

NATAL BUDISTA EM PORTO ALEGRE

A Usina do Gasômetro foi escolhida para ser o local da comemoração do Natal Budista em Porto Alegre. O evento será realizado sábado, 21, e domingo, 22, sob a coordenação de Sanga Águas da Compaixão (Jisui Zendô) e do Centro de Estudos Budistas Bodisatva (Cebb). A iniciativa conta com apoio da Prefeitura de Porto Alegre, por meio das secretarias de Coordenação Política e Governança Local (SMGL) e da Cultura.
De acordo com a tradição budista, uma chuva de pétalas e néctar caiu quando o Buda Shakyamuni nasceu, no dia 8 de abril de 566 A.C.. Para comemorar a data, os japoneses criaram o Hanamatsuri, ou Festival das Flores. A festa espalhou-se pelo mundo, e no Brasil já acontece em São Paulo, Curitiba e Florianópolis. Este ano, pela primeira vez, Porto Alegre vai ter a sua versão do evento, que acontecerá na Usina do Gasômetro em dois dias.
A extensa programação cultural, artística e religiosa inclui uma mostra de cinema e fotografia, oficinas de origami, shodô e ikebana, apresentações de música, danças típicas e artes marciais e uma procissão com o Pequeno Buda, com a participação de crianças vestidas com trajes típicos, além de outras atividades.
O tradicional ritual do banho do Buda com chá adocicado, chamado Kanbutsue, é um dos principais acontecimentos da festa. No budismo japonês, acredita-se que quem homenageia o Buda na ocasião do seu aniversário é abençoado e tem seus pedidos atendidos. Ao banhar o Iluminado, a pessoa imagina que está banhando a si mesma. Assim, ela purifica o coração e pode avaliar sua conduta perante a vida.
O ritual consiste em ir até o altar, chamado de Hanamidô, recolher o chá em uma concha e derramar sobre a cabeça da imagem do Buda menino três vezes. Segundo a lenda, o chá representa a chuva de néctar que caiu para anunciar o nascimento de Shakiamuni, o que fez com que as flores se abrissem em sua homenagem. Apesar de ser doce, a bebida não contém açúcar e vem diretamente do Japão.
O nascimento de Buda é comemorado como "Vesak" em quase todos os países asiáticos. Também já é festejado nos Estados Unidos e na Europa. A diferença entre o "Vesak" e o Hanamatsuri é que o primeiro inclui a celebração da iluminação e a lembrança da parinirvana do Buda, enquanto que no Japão e no Brasil estes outros eventos são celebrados em datas diferentes (8 de dezembro - iluminação e 15 de fevereiro - parinirvana).
Dependendo do calendário lunar chinês, o festival pode ser em abril ou maio. No Japão, a festa se assemelha à realizada em São Paulo. Na Índia, onde 6% da população são budistas, as pessoas vestem branco e é servido arroz doce, ou kheer, para lembrar a história de Sujata, uma donzela que teria oferecido ao Buda uma tigela da guloseima.
Na Coreia, durante o mês da comemoração, lanternas são usadas para decorar os templos. No dia do aniversário, comida e chá são oferecidos gratuitamente para as pessoas que vão prestigiar o Buda. Já no Nepal, o nascimento de Buda é reverenciado durante um mês inteiro. O dia é chamado de Buda Purnima. Comida não vegetariana é proibida e, como na Índia, os budistas também usam roupas brancas que representam a paz.
Fonte: Site Prefeitura de Porto Alegre
(www2.portoalegre.rs.gov.br)