SEGUIDORES DO MURAL

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

TIRANDO PÓ DO BAÚ... DOSE DUPLA

FRANK SINATRA

My way / Meu Jeito

E agora o fim está próximo
E portanto encaro o desafio final
Meu amigo, direi claramente
Irei expor o meu caso do qual estou certo

Eu tenho vivido uma vida completa
Viajei por cada e todas as rodovias
E mais, muito mais que isso
Eu o fiz do meu jeito

Arrependimetos, eu tive alguns
Mas aí, novamente, pouquíssimos para mencionar
Eu fiz o que eu devia ter feito
E passei por tudo consciente, sem exceção

Eu planejei cada caminho do mapa
Cada passo, cuidadosamente, no correr do atalho
E mais, muito mais que isso
Eu o fiz do meu jeito

Sim, em certos momentos, tenho certeza que tu sabias
Que eu mordia mais do que eu podia mastigar
Todavia fora tudo apenas quando restavam dúvidas
Eu engolia e cuspia fora

Eu enfrentei a tudo e de pé firme continuei
E fiz tudo do meu jeito

Eu já amei, ri e chorei
Cometi minhas falhas, tive a minha parte nas derrotas
E agora conforme as lágrimas escorrem
Eu acho tudo tão divertido

E pensar que eu fiz tudo isto
E devo dizer, sem muita tímidez
Ah não, ah não, não eu
Eu fiz tudo do meu jeito

E para que serve um homem, o que ele possui?
Senão ele mesmo, então ele não tem nada
Para dizer as coisas que ele sente de verdade
E não as palavras de alguém de joelhos

Os registros mostram, eu recebi as pancadas
E fiz tudo do meu jeito


  
New York New York

Nova York Nova York

Comece a espalhar a notícia,
estou partindo hoje
Eu quero ser parte de
Nova Iorque, Nova Iorque

Estes sapatos vagabundos
Estão querendo passear
Direto pelo coração de
Nova Iorque, Nova Iorque

Eu quero acordar numa cidade
Que nunca dorme
E descobrir que sou o rei do pedaço
O maioral

Esta melancolia de cidadezinha
Está se derretendo
Eu terei um novo começo
Na velha Nova Iorque

Se eu conseguir lá
Eu conseguirei em qualquer parte
Só depende de você
Nova Iorque, Nova Iorque

Nova Iorque, Nova Iorque
Eu quero acordar
Numa cidade que nunca dorme
E descobrir que sou um número um, no topo da lista
Rei do pedaço, o número um

Essa melancolia de cidadezinha
Está derretendo
Eu terei um novo começo
Na velha Nova Iorque

E... se eu conseguir lá,
eu conseguirei em qualquer parte
Só depende de você
Nova Iorque, Nova Iorque