SEGUIDORES DO MURAL

sexta-feira, 8 de junho de 2012

AUSÊNCIA QUE VOCÊ ME FAZ


 
DEITADO NA MINHA CAMA
LEMBRO-ME DE VOCÊ
DOS TEUS PÉS GELADOS
JUNTO AOS MEUS.
DO TEU CHEIRO
QUE AINDA ESTÁ NO TRAVESSEIRO.
DAQUELA ROUPA
QUE VOCÊ ESQUECEU.
A TUA IMAGEM
NAS VELHAS FOTOS
QUE AINDA GUARDO
NA VELHA CAIXA DE SAPATO.
AQUELE CABELO CRESPO, PRETO.
QUE NAS NOITES FRIAS
AQUECIA MEU PESCOÇO.
AS MÃOS GELADAS
QUE MUITAS VEZES SE AQUECIA
AGARRADAS NAS MINHAS.
NO SOFÁ VEJO SUA IMAGEM
QUE NÃO ESTÁ LÁ.
A ROSA SECA
DO ÚLTIMO BUQUÊ
DO TEU ANIVERSÁRIO.
AINDA ME LEMBRO
DO STRONOFE, ARROZ E BATATAS PALHAS.
QUE FIZ PARA VOCÊ ANTES DE DORMIR
DAS BRIGAS
QUE FICAMOS CALADOS
SEM TER RAZÃO
DEPOIS DE UM DESCULPA QUALQUER,
DE UM ABRAÇO 
E TUDO SE TORNAVA ESQUECIMENTO.
VEJO PARA PORTA
E VEM NA LEMBRANÇA
A ÚLTIMA VEZ QUE TE VI SAIR.
TENTO OCUPAR
A PARTE VAZIA DO GUARDA-ROUPA
MAS NÃO DÁ.
APERTO O TUBO DA PASTA NO MEIO
COLOCO TOALHA MOLHADA NA CAMA
DEIXO UM PRATO A MAIS NA MESA
UMA FOTO SUA EM MINHA CARTEIRA
MAS SEI QUE VOCÊ NÃO ESTÁ.
AMOR QUE PASSA
SAUDADES QUE VEM.
MEU CORAÇÃO SOFRE.
SOLIDÃO FAZENDO DOER
A AUSÊNCIA QUE VOCÊ ME FAZ...
Márcio Píffero

Até a próxima postagem.